Muitos anos atrás fora lançado Sonic 2 para o antigo Mega Drive, um dos grandes consoles de 16 bits. O Mega era o principal concorrente do SNES, da mesma forma que Sonic era de Mario. Diferenças a parte, Sonic 2 chegou para confirmar a qualidade e o grande sucesso obtido por seu antecessor.

Muitas pessoas, inclusive essa que vos escreve, em sua infância jogaram apenas a plataforma da Nintendo e, portanto, deixaram de conferir grandes games da empresa rival. Sonic 2 foi um desses. Um grande clássico que vendeu muito e é considerado até hoje o melhor da franquia.

Com gráficos belos, coloridos e bem animados, a segunda aventura do ouriço da Sega surpreendeu ficando ainda melhor e mais rápido que seu antecessor. A rapidez no processamento era uma das vantagens do Mega sobre o SNES e Sonic 2 fez bem uso dela. Muitas vezes você se verá correndo pela fase tão rápido que talvez seu reflexos não consigam acompanhar completamente o personagem enquanto ele se desloca pelo ecrã.

A velocidade, por sua vez, atuou também como uma falha na jogabilidade. Muitas vezes você precisará explorar os estágios em busca de itens, argolas e até vidas extras e dificilmente você fará isso correndo feito louco. Nesse ponto até a física do game atrapalha. Andando devagar Sonic é desajeitado, seus pulos são ruins e você tem muita dificuldade para subir em plataformas.

Já os efeitos sonoros são interessantes. Nenhuma música é tão marcante quanto a do Mario ou de Final Fantasy, mas são todas, ou pelo menos quase todas, de boa qualidade de forma que não incomode o jogador durante a partida.

Enfim, Sonic 2 é um dos grandes clássicos do passado e merece ser olhado com carinho por todos os fãs de videogame. Afinal, relembrar é viver!!!