Fatal Fury foi, e talvez ainda seja, uma das franquias mais famosas de jogos de luta. Mas por algum motivo anda esquecida pela SNK/Playmore/nem sei. O fato é que  com o tempo a série foi sofrendo atualizações e melhorias  chegando no que passamos a conhecer por Real Bout.

Uma das principais formas de divulgação e marketing da época foi dizer que o jogo tinha 1 gigabit, o que era bastante coisa pra época já que, a menos que esteja errado, os jogos ainda eram por cartuchos. E cá entre nós, o jogo realmente faz jus ao selo “giga power”, pois os gráficos estão belíssimos. Não chega ao nível de SF3, mas ainda assim, são bem bonitos e detalhados.

Gráficos a parte, o que realmente impressiona no jogo é a sua jogabilidade. Com comando rápidos e um sistema de combos bem simples e eficaz, RBFF se rotna uma grande pedida aos lutadores de plantão. O ponto negativo fica por conta dos poucos personagens interessantes, forçando a escolha apenas dos famosos que participaram de várias versões do The King of Fighters.

No fim das contas, Real Bout Fatal Fury 2 é um bom jogo, pois além de contar com uma gama interessante de personagens clássicos [Terry, Andy, Joe, Mai, Mary, etc] ainda conta com dois novos personagens: Rick e Xiangfei. É recomendado para fãs da série e de jogos de luta, se não gosta de nenhum dos dois, passe longe.