No embalo do WarCast e das inúmeras batalhas online através do emulador GGPO, fiquei com muita vontade de falar desse jogo. The King of Fighters é uma popular franquia de luta da SNK. KoF 98, que também saiu para consoles como  psx, ps2 e dreamcast,  é a quinta  e provavelmente mais amada versão da franquia.

Após o “boom” do KoF 97, todos esperavam muito a próxima versão que prometia um novo rumo para o enredo, pois a saga Orochi havia terminado no episódio anterior. No entanto, KoF 98 foi apenas uma reunião de lutadores, um crossover bem básico e sem enredo, apenas pancadaria com personagens clássicos e queridos. Portanto, nada de randoms como Vanessa, K999 ou coisas do tipo. Esse foi um ponto forte, uma vez que era possível escolher tanto Rugal, quanto Takuma, Heidern e Saisyu Kusanagi. Por outro lado, é pena que o “Boss Team” do 96 tenha ficado de fora.

A trilha sonora que fora muito criticada em KoF 97 retornou em grande estilo, com músicas muito bem acabadas e interessantes. Tendo como destaque a música do trio do Japão. Além do mais é extremamente legal ouvir as falas dos personagens enquanto eles executam movimentos como golpes ou esquivas.

Graficamente fantástico para a época e com ótimos efeitos sonoros, KoF 98 não poderia deixar a jogabilidade de lado. Com personagens mais balanceados, jogabilidade reformulada de tal forma que é preciso executar os golpes corretamente e, o melhor, sem sequências 100%, esse é o grande destaque da versão.

Falando assim, KoF 98 parece um jogo perfeito. Mas não é, infelizmente. O primeiro ponto é que ele não tem enredo, e muitas vezes, enredo é tudo até mesmo num jogo de luta. Outro ponto meio chatinho vai para a jogabilidade, apesar de ser a melhor da série, ainda tem uns bugs chatos. Por exemplo, cancelar DMs com agarrões e voadoras, muitas vezes ao invés de dar início a um combo o personagem agarra sozinho. Mas o pior, certamente são os DMs cujo golpe é um agarrão, casos de Clark, Vice, Blue Mary, dentre outros, pois eles são indefensáveis. Se estiver perto, “meu irmão – dispense”, porque já era!

Enfim, colocando numa balança fica notório que The King of Fighters 98 é, de fato, o melhor game da série. Mas, como toda unânimidade é burra, muitos chiarão falando de KoF XI, 97 ou até mesmo o 2000 com seus strikers roubados. Jogo extremamente recomendado!