Quando você vê um jogo de videogame que tem Mario no nome já imagina que deve ser algum sucesso ou clássico. Pois é, Super Mario World foi criado apenas para confirmar todas as histórias que você já ouviu falar sobre essa franquia. Criado por volta de 1990, Super Mario World “chegou chegando” dando o plus que o Super Nintendo precisava. Sucesso absoluto, considerado um dos maiores jogos do sistema. Inquestionável, onipresente, onipotente e ponto.

Uma aventura épica, na qual você corria o mundo procurando a princesa e salvando os ovos de Yoshi, que fazia sua estréia no mundo dos games. Eram vários “mundos” (na verdade, no jogo são locais, rs.), com diversas fases para se jogar e mais um monte de fases secretas. Havia até um mundo secreto, no qual era preciso encontrar a Star Road para explorá-lo. Cada mundo, com exceção do secreto, possui um castelo e um chefe que é um dos filhos do Bowser, o Rei Koopa. O mais incrível, é que após passar todos os mundos e vencer todos os “Koopas Jrs”, ainda é preciso ir a um navio fantasma e abrir caminho para o mundo final.

Sem mais delongas, Super Mario World proporciona algo que todos os jogos deveriam fazê-lo. Recomendadíssimo!!!