Ah, como é dificil falar sobre Sonic. Talvez seja culpa daquela bendita lavagem cerebral do início dos anos 90, quando insistiam em falar sobre “a guerra dos 16 bits”, “Sega x Nintendo”, “Mega Drive x SNES” ou “Sonic x Mario”. Nada disso realmente existiu, a não ser a briga normal de empresas concorrentes sobre uma fatia no mercado.

Bom, de qualquer forma, isso surtiu efeito sobre diversos jogadores, como em este que vos escreve. Por que digo isso? Porque é muito dificil jogar Sonic, até hoje. Portanto, é um desafio imenso escrever sobre qualquer game da série sem ter aquela vontade de falar mal propositalmente.

Sonic Colors é mais uma investida da Sega para tentar repopularizar seu velho mascote. Há tempos ele vem apenas recebendo jogos mediano e dizem que o último grande jogo fora o de Sonic Adventure, para o saudoso Dreamcast.



Mas o que há de novo nesse game? Dessa vez Sonic contará com a ajuda de bichinhos coloridos que lhe dará mais poderes, como saltar várias vezes, por exemplo. No entanto, o jogo não empolga muito. É como uma reedição de Sonic Rush sem a necessidade de fazer manobras nos pulos para encher a barrinha de “rush”.

Sonic Collors é um jogo divertido, mas dá a impressão de Sonic Rush…