Jogar Megaman 10 é, de certa forma, o mesmo que retornar a infância e se ver com um controle de NES lutando contra os terríveis robôs dos dois primeiros jogos da série. Não digo isso pelos gráficos terem visual totalmente retrô, mas sim por causa da jogabilidade e da extrema dificuldade do jogo.

O Robozinho azul só atira e pula, não tem mais nenhum movimento avançado, como carregar o tiro ou escorregar. Ou seja, você estranhá de monte, afinal, é um absurdo o Megaman não escorregar. Você tentará correr com o tiro carregando, mas ele não brilhará e quando soltar o botão não sairá um super tiro.

De qualquer forma, o desafio é imenso, embora haja a possiblidade de escolher entre as dificuldades Easy, Normal e, posteriormente, Hard. Mas não pense que a dificuldade Normal é para noobs. Às vezes chega a dar raiva por você não ter conseguido pular devido a um bichinho que surge no buraco justamente quando você está no meio do salto. Ou até mesmo quando uma maldita tempestade de areia te impede de ver buracos e espinhos. Outro fator interessante é a possibilidade de coletar troféus na PSN, alguns impossíveis, como zerar o jogo dando perfect, outros trabalhosos, como matar todos os tipos de inimigos.

No entanto,o Megaman conta com a ajuda de Rush e de uma loja de itens. Aí sim! Há a possibilidade de coletar parafusos nas fases e trocá-los por itens como vidas, tanques de energia, remover o capacete e tudo mais.

No mais, Megaman 10 continua na média, com gráficos legais e músicas interessantes. Recomendado apenas para fãs da série.