Há muito tempo atrás, quando ainda não haviam histórias para serem contadas foram criados os jogos de lutas. Todos simples, com poucos personagens e dois botões, geralmente um para pular e outro para atacar. A verdade, é que os fighting games da épora eram o que conhecemos hoje como beat’em up. Mas no fim dos anos 80 surgiu um game que tinha a proposta de mudar esse paradigma. Mas as limitações da época o impediu de fazer isso, deixando títulos não tão legais, como Pit Fighter dominar.


Mas a empresa que tentou mudar esse paradigma não desistiu e lançou a segunda versão de seu game de luta. Dessa vez contava com inacreditaveis 8 personagens selecionáveis, algo incrível para os padrões da época. Mas isso não era tudo, dessa vez existiam SEIS BOTÕES que variavam de golpes fracos a fortes. Ué, mas não tinha botão de pulo? Como lutar sem pular? Simpes, bastava colocar o direcional para cima e os lutadores pulavam. Ha, mas os lutadores apenas socavam e chutavam, é impossível soltar golpes. Não, não era, basta que fizesse combinações de comandos para que o golpe fosse efetuado.

Esse jogo, que quebrou paradigmas e inseriu um novo conceito para jogos de luta era nada mais, nada menos que Street Fighter II. A partir dele, diversos outros jogos foram copiando seu estilo e as formas dos golpes. De certa forma, Street também fora evoluindo até chegarmos ao ano de 2010.

Em 2010 fora lançada a última versão do lendário game de luta: Super Street Fighter IV. Este chegou mostrando que o que é ótimo consegue ficar ainda melhor. Com gráficos alucinantes, um enredo bem elaborado e uma ótima jogabilidade, SSF4 chega ao limite do que se pode esperar de um jogo de luta.

Os modos de jogos são bem variados, nos quais você encontra o modo arcade, net battle, vs, etc. Todos muito bem feitos. Um destaque fica por conta do modo net battle, no qual é possível lutar contra uma pessoa desconhecida e caso ganhe receberá pontos para subir no ranking geral dos melhores jogadores ou entrar numa sala de até 8 pessoas e joga, como se estivesse num fliperama, ou seja, espera sua vez pra jogar e enquanto não o faz, assiste os outros lutadores se enfrentar.

Enfim, Super Street Fighter IV é a obra máxima dos fighting games, pelo menos até o surgimento de Street Fighter 5.